Página inicialwww.oproblemista.com.br Voc� est� aqui Brasileiros (AB90/99)
(p)1999-2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil
problemasdexadrez@terra.com.br
abercrombie online shop thomas sabo charm headphones by dre abercrombie and fitch outlet pandora australia woolrich
AB00/09 | 10/19 | 20/29 | 30/39 | 40/49 | 50/59 | 60/69 | 70/79 | 80/89 | 90/99 | 100/109 | 110/119


 AB90 - Moysés Pekelman
Londres, 1984
(7x5) b7- 8- 1Bc5 - 6P1 - 1t3rBR - D2PT3 - 1b6 - 8

#2. Direto em 2.


 AB91 - Luis O. Costa Neto
JdS, 1994
(13x9) 4r3 - 2p1p1p1 - 1pP1C1Pp - 4p1p1 - 4P2b - PP4BP - 2P3P1 - T3R2T

#2. Direto em 2.


 AB92 - Idel Becker
C.X. Fortaleza, 1982 - Recomendado
(9x11) 3T4 - D7 - 2pCpt2 - 2prp2T - 3c2c1 - 8 - R1P3dt - 3Cb1BB

#2. Direto em 2.


 AB93 - Raimundo N. L. Miranda
JdS, 1995
(5x2) b3B3 - Pr2R3 - 1P6 - 2P5 - 8 - 8 - 8 - 8

#3. Direto em 3.


 AB94 - Alberlandes P. Barbosa (após G.Garzón)
Problemas de Xadrez, 2005.
(9x6) BT6 - 2B3b1 - tp4C1 - pRc5 - 3t4 - P1D5 - RC6/8

#2. Direto em 2.


 AB95 - Zalmen Kornin
Europe Echecs, 1998.
(8x8) 8 - 6T1 - 2p1p3 - 2Rp3t - 1p1p4 - 1B1r1P2 - 3P4 - Cb2TC2

#3. Direto em 3.


 AB96 - Wagner Marinho
JdS, 1999.
(5x2) T7 - 2T5 - 8 - C7 - 1rP5 - 1p1R4 - 8 - 8

#2. Direto em 2.


 AB97 - Luis Flávio S. Nunes
JdS, 1999
(13x9) 8/7B/1p2t1PR/1p1c2T1/PPbBr3/1CpcP1P1/1C3T2/1D4b1

#2. Direto em 2.


 AB98 - Arthur Napoleão
Caissana Brasileira, 1898
(11x7) 3B4 - 2t3c1 - 1r4p1 - 1P1BPpCb - 2P2Cp1 - T5R1 - 5P2 - 7T

#3. Direto em 3.


 AB99 - Mauro Inojossa
JdS, 2000
(3x2) 8 - 8 - 8 - 8 - Rp6 - 1D6 - P7 - r7

#3. Direto em 3.


Soluções

AB90 - A chave 1.Te6 (ameaçando Be3#) d� início a um rico jogo de auto interferências pretas. Nas variantes a) 1...Bd4 2.Te4#; b) 1...Td4 2.Df8# temos um clássico Grimshaw. Nas variantes c) 1...Cd4 2.Bc7#; d) 1...Ce5 2.Tf6# o cavalo interfere na linha do bispo negro na diagonal a1-h8. Temois ainda dois sacrifícios nas variantes e) 1...Te4 2.Txe4#; f) 1...Bc1 2.Dxc1#. Para finalizar, temos dois abandonos de guarda nas variantes g) 1...Txb6 2.Te4#; h) 1...Be5 2.Dc1#. O problema também apresenta jogo aparente com mate mudado: 1...Be5 2.Tf3# e um sugestivo ensaio com 1.Dxb2? Cd4! em função das inúmeras possibilidades de mate que ele apresenta.

AB91 - Numa primeira análise, tanto 1.O-O (seguido de Tf8#) quanto 1.O-O-O (seguido de Td8#) resolvem o problema. A demolição � evitada por meio de análise retrógrada. O bispo negro em h4 �, na verdade, um peão promovido (pois o bispo original de casas negras jamais saiu de f8). O peão negro que promoveu � o da coluna "a" ou "b" e fez, no máximo, uma captura (as brancas tiveram 3 peças capturadas contudo duas foram tomadas pelos peões negros em e5 e g5). Uma promoção em c1 (casa negra) exigiria duas capturas (uma a mais que o permitido). A única possibilidade � os peões brancos terem capturado em xis dando passagem ao peão negro da coluna "a" que promoveu em a1 obrigando a torre branca a se mover inviabilizando o roque na ala da dama. A chave 1.O-O! � a única solução.

AB92 - A chave inusitada 1.Rb1! ameaça c4#. Temos agora 3 variantes de sacrifício: a) 1...Bc3 2.Cxc3#; b) 1...Ce3 2.Cxe3#; c) 1...De4 2.Bxe4#; além de outras duas variantes com aberturas de linhas permitindo capturas. A peça que abre a linha em uma variante � capturada na outra. d) 1...c4 2.Dxd4#; e) 1...Cxc2 2.Dxc5#

AB93 - Problema de bloco. A chave 1.Bb5 deixa apenas uma opção para as negras. A continuação � forçada. 1...Rc8 2.Ba6+ Bb7 3.a8=D#. O dual na promoção (dama ou torre) � aceitável de uma maneira geral.

AB94 - "A chave 1.Ce7! ameaça Bc6#. As defesas assinaladas pelo autor são: a) 1...Txa8 (Ta7) 2.Txb6# (abandono de guarda); b) 1...Td6 2.Dc4# (abandono de guarda); c) 1...Cb7 2.Dc6#. A variante "c" apresenta uma biválvula: o cavalo negro fecha a linha do bispo branco em a8 ao mesmo tempo em que abre a linha da dama em c3. Também vale destacar o ensaio 1.a4+? Cxa4? 2.Bc6# (2.Dc6+?). O cavalo negro, mais uma vez, abre a linha da dama branca em c3 mas, ao contrário do que acontece na variante "c", a dama não consegue dar mate. Em tempo, 1.a4+? Txa4!

AB95 - A chave 1.Td7! ameaça 2.Te3+ dxe3 3.Bc4#. A solução apresenta uma inversão nos lances brancos: 1...Th4 (1...Te5 2.Txe5 Ba2 3.Bc2#) 2.Bc4+ dxc4 3.Te3#

AB96 - Laudo de Almiro Zarur: "Chave de sacrifício, mas capturando peão que joga (em miniatura com 2 peças pretas � sério defeito). Uma das fugas do set sem réplica. Variante única". A chave 1.Cxb3! ameaça Tb7# e a defesa � forçada. 1...Rxb3 2.Tb7#. O "set" mencionado no laudo � o jogo aparente que começa com 1...Ra4 2.Cc6# mas que não apresenta réplica para 1...Ra3. Seria interessante que houvesse réplica para as duas casas de fuga que foram retiradas com o lance chave 1.Cxb3.

AB97 - Laudo de Almiro Zarur: "Maioria das variantes por abandono de guarda. Chave comum de fechamento de bloco". No jogo aparente, todos os mates j� existiam e apenas o lance 1...bxa4 não possuia réplica. Da� a ressalva do laudo com relação � chave. Apos a chave, as brancas dão mate para qualquer lance negro. Vários, contudo, são repetidos.

AB98 - Problema de bloco com uma chave muito difícil. 1.Th4! Seguem as variantes a) 1...Rc5 2.Cd3+ Rb6 (2...Rd4 3.Cf3#) 3.Ta6#; b) 1...Ce8 2.Ce6 g5 3.Ta6#; c) 1...Ce6 2.Cxe6 g5 3.Bxc7# (ou Ta6#). Infelizmente o dual na variante "c" � comprometedor mas vale o registro da presença deste prodigioso músico português que adotou o Brasil por muito anos como sua morada.

AB99 - A chave 1.a3! concede lance às negras que estão em pate. A sequência � forçada. 1...bxa3 2.Dc2 a2 3.Dc1#.


(p)2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil.