Página inicialwww.oproblemista.com.br Voc� est� aqui Brasileiros (AB110/119)
(p)1999-2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil
problemasdexadrez@terra.com.br
abercrombie online shop thomas sabo charm headphones by dre abercrombie and fitch outlet pandora australia woolrich
AB00/09 | 10/19 | 20/29 | 30/39 | 40/49 | 50/59 | 60/69 | 70/79 | 80/89 | 90/99 | 100/109 | 110/119


 AB110 - Daniel Oliveira
http://ddo.zip.net, 2004
(5x5) r6t - P1p5 - R1p5 - P1p5 - 2P5 - 8 - 8 - 3B4

+. Brancas jogam e ganham.


 AB111 - Orfeu Gilberto D'Agostini
Xadrez Básico, 1954
(6x5) C6d / 3B2P1 / p7 / P7 / 8 / 4P3 / 4R1p1 / 6rb

+. Brancas jogam e ganham.


 AB112 - Geraldo Viccari
O Estado de São Paulo, 1988
(9x9) 3T4 / 4B3 / 1pCp1P1c / TRbr1P2 / 1c1pp3 / C4p2 / 6D1 / 8

#2. Direto em 2.


 AB113 - A. Elias
2� Prêmio, 100� Torneio BCF, 1962
(9x8) 2B1b3 / 8 / p1T4d / B2C4 / D7 / t6t / 2p1rCPP / 2b3R1

#2. Direto em 2.


 AB114 - O. Faria & Arruda Castanho
2� Recomendado, 109� Torneio Probleemblad, 1962
(8x8) 1b6 / d2B3b / 2cT3R / 2T5 / pc2r1C1 / 5t2 / 2P1C3 / 7D

#2. Direto em 2.


  AB115 - F. Sonnenfeld & Xisto Bahia
Problemas, 1957
(12x7) 2RCr2b / 1p2P2t / 1P1P4 / 1T3PBC / D1B5 / 6T1 / 3t4 / 3d3b

#2. Direto em 2.


 AB116 - João Gurzoni Neto
1� Prêmio, Brasileiro de Composição, 1962
(9x6) 2D5 / 1t6 / 3p3p / 3P3P / CC1r1Rp1 / 1P2c1P1 / 5B2 / 8

S#2. Inverso em 2.


 AB117 - Georges Ducas
9� Recomendado, 1� TT UBP, 1962/63
(5x7) R6B / 1cP5 / C7 / 8 / P1r5 / 1t1p4 / 4p1d1 / 7b

H#2. Ajudado em 2 (duas soluções).


 AB118 - Antonio A. Cadete
UBP, 1963
(3x2) 8 / 2rt4 / R7 / 8 / 4CT2 / 8 / 8 / 8

H#2. Ajudado em 2 (duas soluções).


  AB119 - Antonio Putti
5� Prêmio, 1� TT UBP, 1962/63
(5x8) 2R1C2t / 7p / 2C5 / b2b4 / 6rB / 2t3Pp / 8 / 2d5

H#2. Ajudado em 2 (duas soluções).


Soluções

AB110 - Um novo autor de problemas e responsável pelo primeiro blog brasileiro contendo problemas de xadrez (http://ddo.zip.net/). O bispo branco e a torre negra disputam o controle da casa crítica d7. Solução: 1.Bf3! (ameaça Bxc6#) Th6 2.Bg4! Te6 3.Bf5! (3.Bxe6?=) Te1 (3...Te7? 4.Bc8) 4.Bd7 Te6 5.Bc8 ~ 6.Bb7#. Ainda temos os ensaios: 1.Bg4? Td8!= e também 1.Ba4? Th6! 2.~ Td6=

AB111 - Esta composição foi utilizada para ilustrar o capítulo sobre "Elementos de Combinação" do livro "Xadrez Básico", do Mestre Orfeu D'Agostini. Um dos livros de xadrez mais vendidos no Brasil e que j� alcançou (em 2004) a 26� edição após meio século de existência.

O autor sugere a seguinte solução: 1.gxh8=B! (1.gxh8=D? ou 1.gxh8=T? empata e 1.gxh8=C?? Rh2 seguido de g1=D e as negras vencem) Rh2 2.Be5+ Rg1 3.Bb5! axb5 4.Cc7 b4 5.Ce6 b3 6.Cg5 b2 7.Ch3#. Acontece que, como final artístico, o problema fica desvalorizado pois existe solução sem o sacrifício de bispo (tornando obsoletas as peças Pa5, Pa6 e Ca8). Por exemplo: 1.gxh8=B Rh2 2.Be5+ Rg1 3.Rf3 Rf1 4.Bh3 Rg1 5.e4 Rf1 6.Bd4 Re1 7.Bxg2 etc.

Por outro lado, como mate direto em 7, teríamos de eliminar vários duais. Além do próprio lance de mate sugerido pelo autor (7.Ch3# / Cf3#) o próprio caminho do cavalo não � único. Seria impossível corrigir todos os duais sem tirar a levesa da composição.

A sugestão, então, � manter o problema como final artístico retirando os peões de a5 e a6 (e também o cavalo em a8) abrindo mão do sacrifício de bispo mas preservando a idéia principal (a promoção).

AB112 - Problema Convite do IX Campeonato Brasileiro de Solucionismo, lançado em 26/06/1988 no "Estadão". A chave 1.Bxd6! faz a dupla ameaça 2.Bxc5# e 2.Ce7#. As defesas 1...d3 2.Bxc5# ou 1...Cf7 2.Ce7# eliminam uma das ameaças mas não as duas. Outro par de defesas 1...Cxc6 2.Da2# ou 1...Cxf5 2.Dg8# defendem as duas ameaças mas criam um terceiro mate por abandono de guarda das casas a2 e g8 respectivamente. Finalmente, temos mais um par de defesas que combinam abandono de guarda e abertura de linha: 1...e3 2.Dxf3# e 1...Bxd6 2.Rxb6# (bateria real). Nesta última variante, vale destacar as sucessivas transformações de baterias culminando com o mate por acionamento da bateria real.

Infelizmente, existe também um dual após 1...Cg8 permitindo os mates 2.Dxg8# ou 2.Bxc5#. Este defeito pode ser corrigido deslocando todo o diagrama uma fileira para baixo e adicionando um peão negro em g7. Neste caso, todos os mates seriam preservados e as negras não teriam o lance 1...Cg7 (que proporciona o dual e não faz falta na estratégia do problema).

AB113 - Realiza o tema Wurzburg-Plachutta que consiste na auto-interferência mútua (e na mesma casa) entre duas ou mais peças negras andarilhas iguais. O tema aparece uma vez no Jogo Real após a chave 1.De4+. Seguem as tentativas de defesa 1...Tae3 (Ta interfere na Th) 2.Bxa6# ou 1...The3 (Th interfere na Ta) 2.Bg4#. Outras defesas não temáticas são 1...Be3 2.Txc2# e 1...De3 2.Cf4#. No jogo de ensaios temos a repetição do tema por mais 5 vezes: 1.Bxa6+? Tad3! (1...Thd3? 2.Dg4#) ou 1.Bg4+? Thf3! (1...Taf3? 2.Dc4#) ou 1.Dg4+? Thf3! (1...Taf3? 2.Bxa6#) ou 1.Dc4+? Tad3! (1...Thd3? 2.Bg4#) ou 1.Te6+? Dxe6! (1...Tae3? 2.Dc4# / 1...The3? 2.Dg4#).

AB114 - Aristides de Arruda Castanho foi redator de algumas colunas de xadrez nos anos 1940/50. Nasta composição, a chave 1.Tf6! abre a linha do Bb8 ameaçando mate com Dxf3#. Na tentativa de defesa 1...Ce5, as negras auto-interferem no Bb8 e permitem o mate 2.Tf4#. Se 1...Cd4 (auto-bloqueio) 2.Cc3#. Na terceira tentativa de defesa, o próprio Bb8 se sacrifica com 1...Bf4 interferindo na Tf6 mas permitindo o mate 2.Txf4# pelo abandono da guarda da casa f4. Restou ainda 1...Bf5 2.Bxf5# repetindo a interferência e o abandono de guarda.

AB115 - Xisto Bahia foi, principalmente, um ótimo solucionista mas também publicou composições no Brasil e no exterior. Esta obra em parceria com Sonnenfeld demonstra interferências recíprocas entre bispo e torre pretos (Tema Grimshaw). A chave 1.Bh4! ameaça 2.Tg8#. As tentativas de defesa vem aos pares: 1...Tg7 (interferindo no Bh8) 2.Cf6#; 1...Bg7 (interferindo na Th7) 2.Bf7#. Assim como 1...Tg2 (interferindo no Bh1) Tb3#; 1...Bd5 (interferindo na Td2) 2.d7#. Temos ainda 1...Dg4/Dg1 2.Td5#; 1...Tf7 2.Bxf7#. Interessante notar que 1.Bf6? falha por ocupar a casa onde o cavalo d� mate (1...Tg7! defende) ou se 1.Bxd2 falha por abandonar a guarda de e7 (1...Be5! defende).

AB116 - Após a chave 1.Df5!, temos um duelo entre a dama branca e a torre negra. 1...Tf7 2.Df6+ Txf6# ou 1...Te7 2.De4+ Txe4# ou 1...Txb4 2.Dd3+ Rxd3#.

AB117 - A) 1.e1=C c8=B 2.Cf3 Be6#; B) 1.e1=B c8=C 2.Bb4 Cb6#. As promoções brancas e pretas são recíprocas em ambas as soluções. Enquanto a peça preta promovida tem a função de auto-interferir (ora na torre, ora na dama), a peça branca promovida d� mate.

AB118 - A) 1.Rc8 Cc5 2.Tc7 Tf8#; B) 1.Rc6 Cf6 2.Td6 Tc4#. O mesmo mate rotacionado 90� e espelhado. Infelizmente, na forma em que foi publicado, aparece uma solução parasita: 1.Rb8 Rb6 2.Ta7/Tg7/Th7 Tf8#. Esta solução pode ser eliminada deslocando todo o diagrama duas colunas para a direita e acrescentando um peão negro em c7.

AB119 - A) 1.Bd8 Cg7 2.Bc4 Ce5#; B) 1.Bc7 Cd4 2.Bg8 Cf6#. Um belo jogo de despregaduras. Os bispos negros revesam a interferência na linha 8 e coluna "c" enquanto os cavalos revesam a guarda das casas no campo do rei negro e o mate.


(p)2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil.