Página inicialwww.oproblemista.com.br Você está aqui Brasileiros (AB00/09)
(p)1999-2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil
problemasdexadrez@terra.com.br
AB00/09 | 10/19 | 20/29 | 30/39 | 40/49 | 50/59 | 60/69 | 70/79 | 80/89 | 90/99 | 100/109 | 110/119

O Brasil é uma força mundialmente conhecida na arte da composição de problemas. São incontáveis títulos individuais e por equipe. Os boletins da UBP (União Brasileira de Problemistas) são apreciados no mundo inteiro. Em função de suas tiragens sempre reduzidas e interrupções ocasionais (algumas duraram anos), tornou-se uma peça valorizada entre colecionadores.

Outras publicações brasileiras sobre xadrez conseguiram se manter durante alguns anos antes de desaparecer condenando ao esquecimento milhares de obras de autores brasileiros.

Esta página não conseguirá resgatar toda essa história mas, pelo menos, trará à tona dezenas de nomes que precisam ser preservados em nossa memória. Em função da quantidade de diagramas, eles serão incluídos paulatinamente.


 AB00 - Novis Filho / Felix Sonnenfeld
UBP - 1983
Campeonato Mundial - 1ro. Lugar
(9x9) 8 - 2tp1p2 - 2CrbTp1 - T3p1P1 - P2t4 - 1Cp5 - R1P3B1 - 8

H#2. Ajudado em 2
2.1.1.1 (duas soluções)


 AB01 - Almiro Zarur
UBP - 1983
Campeonato Mundial - 12o. Lugar
(10x11) 8 - 5p1p - 4pP2 - 1P2P3 - 1PpB4 - RpP1p3 - ptp1P3 - rbT2B2

#7. Direto em 7


  AB02 - Oswaldo Faria
UBP - 1983
Campeonato Mundial - 20o. Lugar
(9x8) 8 - 3p2p1 - 2pR2P1 - 2P5 - P1r4p - P1p2P1p - 2p4P - 2C2C2

#9. Direto em 9


 AB03 - Caetano Belliboni
Informal da UBP 1980/81 - 3a. M. Honrosa
(9x12) 8 - 2dppR1D - 2b1T3 - 4bp2 - 1c2p3 - 1CTPr1P1 - 4pt2 - 4C1Bc

#2. Direto em 2


 AB04 - H. Colonelli
UBP - 83
(4x3) 3RD3 - rp6 - p7 - 3BB3 - 8 - 8 - 8 - 8

#2. Direto em 2


  AB05 - L. A. Batista
UBP - 1983
(10x11) d2t4 - cbpp4 - p5D1 - P1r1P2p - PC1C3R - 1B1pP3 - 8 - 3tB3

#2. Direto em 2


  AB06 - Ricardo Vieira
The Problemist, 1999
(14x10) 4TT2 - 1BB4b - 7R - 1t2d1P1 - tDC1CP2 - 1P1P1rP1 - 2cP1pp1 - b2c4

H#2. Ajudado em 2
a) Diagrama
b) Ce4 <->Pf4 (Ce4 troca de posição com Pf4)


 AB07 - F. Mendes de Moraes
UBP - 1983
Munkassak, 1935 - 6a. M. Honrosa
(9x14) 2R2C2 - 2pDBp1d - 2B2pbC - b1p1rp2 - t7 - 1cT3P1 - 2ctp3 - 3T4

#2. Direto em 2


 AB08 - J. B. Santiago
UBP - 1983
J. Português, 1933 - Recomendado
(7x5) 8 - 3c4 - 2T2c2 - 3b1D2 - 3rd3 - 4C3 - 5BC1 - 1B2R3

#2. Direto em 2


 AB09 - Mário Figueiredo
UBP - 1983
BCM, 1978
(5x6) b7 - 2t5 - 8 - 4p3 - 2Br4 - 3P4 - 1b4C1 - 1t3C1R

H#2. Ajudado em 2
2.1.1.1 (duas soluções)


Soluções

AB00 - Lembre-se de que no Mate Ajudado, as negras começam.
a) 1.Td5 Cd2! (1... Cd4? repare que as brancas tem mate em 1 com Td5# mas qualquer lance que as negras façam irá refutar esta possibilidade) 2.Td3 Cc4#
b) 1.Tc4 Cd4! (1... Cd2? repare que as brancas tem mate em 1 com Cc4# mas qualquer lance que as negras façam irá refutar esta possibilidade) 2.Tb4+ Td5#
Fantástico! Após a despregadura do cavalo branco, a primeira solução apresenta um ensaio, com zug das pretas, que vai se tornar o Jogo Real da segunda solução e vice-versa.

AB01 - Apesar das negras terem apenas o Peão de h7 para mover, a linha de mate é única. Vale destacar ainda a presença de um ensaio. 1.Bxe3! (1.Bg2? h5 2.Be4 h4 3.Bd3 h3 4.Bxc4 h2 5.Bd5 h1=D 6.c4 Dxc1) h5 2.Bd4 h4 3.e4! h3 4.Bxc4 h2 5.Bf1 (os dois bispos brancos voltam às suas posições iniciais) h1=D 6.c4 e não há defesa contra 7.Bxb2#

AB02 - 1.Ce3+ Rd4 2.Cf5+ Rc4 3.Cxg7 Rd4 4.Cf5+ Rc4 5.Ce3+ Rd4 6.Cf1 (o cavalo volta à sua posição inicial) Rc4 7.g7 Rd4 8.g8=T! Rc4 9.Tg4#

AB03 - Após a chave com auto-pregadura 1.Dxf5 (ameaçando Cg2#), as defesas que se seguem exploram a semi-pregadura do Peão e Bispo pretos: a) 1... exd3 2.Df4# (o Bispo em e5 está pregado) b) 1... Bxc3 2.Df3# (o Peão em e4 está pregado) c) 1... Bf4 (despregando a Dama branca) 2.Dc5#

AB04 - A chave 1.Da4 não cria qualquer ameaça (típico nos problemas de bloco). Qualquer lance das negras desencadeia um mate diferente (sem repetições): a) 1... Ra8 2.Dxa6#; b) 1... Rb6 2.Bd4#; c) 1... a5 2.Dxa5#; d) 1... b6 2.Dd7#; d) 1... b5 2.Dd4#

AB05 - A chave do Jogo Real é 1.Df7 ameaçando Dc4#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Tc1 2.Cxd3#; b) 1... Bd5 2.Cxa6#; c) 1... d5 2.Ce6#. Todas as defesas apresentam abandono de guarda com mates de cavalo. Este problema apresenta também soluções idênticas para o Jogo Aparente (as pretas começam): a) 1.Tc1 Cxd3#; b) 1.Bd5 Cxa6#; c) 1.d5 Ce6#. Vale registrar o ensaio 1.De6? d5!

AB06 - Um jogo de aberturas e fechamentos de linhas que começa com a solução do diagrama: a) 1.Dxf4 (abre linha de Te8) Cb6 (abre linha de Db4 e fecha Tb5) 2. Df5 (abre Db4/Bc7 e fecha Bh7) Cc5# (abre Db4/Bb7/Te8 e fecha Tb5). Na segunda solução, o cavalo em e4 troca de lugar com o peão em f4. Agora temos a solução b) 1.Dxe4 (abre Bc7) Cb2 (abre Db4 e fecha Ba1) 2.Dd5 (abre Db4/Te8 e fecha Tb5) Cg6# (abre Db4/Bc7/Tf8 e fecha Bh7). "Em cada solução, 7 aberturas e 3 fechamentos de linha; mates explorando a pregadura da dama e a sua interferência sobre torre e bispo, movendo-se sobre a linha de pregadura". Ricardo Vieira.

AB07 - O lance chave com formação de bateria é 1.De8 ameaçando Bxc5#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Td8+ 2.Bxd8#; b) 1... Ccd4 2.Te3#; c) 1... Cbd4 2.Txc5#; d) 1... Td7 (ou Td6) 2.Bd6#. As defesas com Cavalo apresentam auto-interferência com as Torres negras caracterizando o tema Goethart.

AB08 - O lance chave 1.Cf4 ameaça Ce2#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Dh1+ 2.Cf1#; b) 1... Df3 (ou Dd3 ou Dc2 ou Dxf4) 2.Cc2#; c) 1... Dxb1+ 2.Cd1#; d) 1... Bc4 2.Txc4#; e) 1... Dxf5 2.Cg4#. Dois xeques cruzados com despregadura branca.

AB09 - As duas soluções demonstram a descravatura dos cavalos brancos e o revezamento de guarda da casa e3. As negras começam: a) 1.Tb7 Cf4 2.Bc3 Ce6#; b) 1.Bc1 Cg3 2.Tc5 Ce2#. Na primeira solução, após a chave, o bispo de a8 se transforma na peça traseira de uma bateria e a torre em b7 é a peça dianteira. Na segunda solução os papéis se invertem: A torre de b1 se torna a peça traseira e o bispo em c1, após o lance chave, é a peça dianteira.

(p)2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil.