Página inicialwww.oproblemista.com.br Você está aqui Brasileiros (AB50/59)
(p)1999-2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil
problemasdexadrez@terra.com.br
AB00/09 | 10/19 | 20/29 | 30/39 | 40/49 | 50/59 | 60/69 | 70/79 | 80/89 | 90/99 | 100/109 | 110/119


 AB50 - Joffre R. Fleiuss
100 Problemas do Xadrez Brasileiro
(8x7) 8 - 4RP2 - 4C3 - 1b2r1C1 - 6Pp - c1t5 - 1D6 - bB1Tc3

#2. Direto em dois.


 AB51 - John R. Cotrin
100 Problemas do Xadrez Brasileiro
(7x8) 1dT5 - bbtD1R2 - 4p3 - 4T3 - 1prp4 - 3C4 - 2P5 - B7

#2. Direto em dois.


 AB52 - L. Heinsfurter
100 Problemas do Xadrez Brasileiro
(8x9) 8 - TD6 - 7c - 1bp3b1 - 2r1p1tp - P4p1T - 1BRP4 - 5C2

#2. Direto em dois.


 AB53 - Maurício Levy
100 Problemas do Xadrez Brasileiro
(8x6) 5C2 - 5T2 - 5t2 - 4brP1 - 3p1P1P - 4pPp1 - 1D6 - R7

#2. Direto em dois.


 AB54 - Noé Knieling
Caissa, 1980.
(10x10) 6R1- 2p2p2 - D7 - pP3T2 - 3PrbB1 - t2p2P1 - 1C1cPB2 -1cd5

#2. Direto em dois.


 AB55 - Paulo de Godoy
Caissa, 1980.
(6x7) 8 - 5R2 - 3pC3 - 5p2 - 1p2rP2 - 1P1p1p2 - 3Pc3 - D7

#2. Direto em dois.


 AB56 - Theófilo Torres
Caissa, 1980.
(8x7) 4R3 - 8 - 1c5C - 1pD1p3 - 1C3r1P - T2P2p1 - 1p6 - 1b5B

#2. Direto em dois.


 AB57 - A. Turnauer
Caissa, 1980.
(8x9) 4CC1b - 2ptP1TP - 2Pd3r - 2pp3p - 8 - 8 - 1D4c1 - 1R6

#2. Direto em dois.


 AB58 - Affonso O. Santos
Caissa, 1980
(10x8) 1cC3c1 - 1p6 - pBT2pRp - 3r1BpP - P2C1PP1 - 8 - 8 - 8

#2. Direto em dois.


 AB59 - Arnaldo Dalmiglio
Caissa, 1980
(9x6) 5c1c - 3P1P1p - 1R2r2P - 1D1TCT1P - 3p1p2 - 8 - 8 - 8

#2. Direto em dois.


Soluções

AB50 - A chave 1.Ba2 ameaça Td5#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Cd3 2.De2#; b) 1... Cc4 2.Txe1#; c) 1... Bc4 2.Db8#. Nas duas primeiras variante o Cavalo preto interfere simultaneamente com a Torre e o Bispo pretos. Na terceira variante o Bispo preto interfere a Torre preta ao mesmo tempo que libera a linha da Dama.

AB51 - A chave 1.Ta5 ameaça Ce5#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... b3 2.Ta4#; b) 1... Tc5 2.Dxd4#; c) 1... Tc6 2.Dxe6#; d) 1... Txc8 2.Db5#. Um mate diferente para cada defesa de torre propiciado pelas despregaduras da Dama branca. Também há o ensaio 1.Tb5? Bc6!

AB52 - Bloco. A chave 1.Be5 aguarda um erro das negras: a) 1... Ba4+ 2.Txa4#; b) 1... e3 2.Pd3#; c) 1... f2 2.Tc3#; d) 1... Cf5 2.Df7#; e) 1... Tg3 (ou Bf4) 2.Dxe4#; f) 1... Bxd2 2.Cxd2#; g) 1... Be7 2.Ce3#. A despeito de algumas repetições de mates, chama a atenção a variedade de lances pretos nesta posição bastante arejada, um tanto incomum em problemas de bloco.

AB53 - A chave 1.Db8 ameaça Dxe5#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Bxb8 2.Txf6#; b) 1... Rxf4 2.Txf6#. A simetria do diagrama é o ponto alto do problema. Por outro lado, as defesas são limitadas e os mates são repetitivos.

AB54 - A chave longa 1.Dh6! (que por si só já valoriza o problema) ameaça Dxf4#. Nas tentativas de defesa temos uma rosácea de quatro pontas do Cavalo negro: a) 1... Cb3 2.exd3#; b) 1... Cc4 2.Dc6#; c) 1... Cf3 2.exf3#; d) 1... Cf1 2.Dh1#. Também não serve 1... Bxh6 diante de 2.Te5#.

AB55 - Bloco completo. A chave 1.Dh8 aguarda um erro das negras: a) 1... f2 2.Dh1#; b) 1... Rd5 2.Da8#; c) 1... d5 2.De5#; d) 1... Cxf4 2.Dd4#. Na chave a dama executa o movimento mais longo possível com destaque para as variantes principais onde a dama vai de um canto ao outro do tabuleiro. Total aproveitamento dos quatro cantos do tabuleiro.

AB56 - A chave 1.Ta1 aguarda um erro das negras: a) 1... Bc2 2.Tf1#; b) 1... Bxd3 2.Cxd3#; c) 1... g2 2.Df2#; d) 1... e4 2.Dg5#; e) 1... Cc4 2.Cd5#. As defesas alternam abandonos de guarda e aberturas de linhas. A chave introduziu o mate da primeira variante (que não existia antes da chave). Por isso o problema é dito como sendo de Bloco incompleto.

AB57 - A chave de sacrifício 1.De5 ameaça Dg5#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Dxe5 2.Tg6#; b) 1... Bxg7 2.Dxg7#; c) 1... Df6 2.Dxf6#; d) 1... Dg6 2.Txg6#

AB58 - A chave 1.Cc2 ameaça Cb4# e Tc5#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Ce7+ 2.Cxe7#; b) 1... Cxc6 2.Ce3#; c) 1... Cd7 2.Cb4#; d) 1... a5 (ou gxf4) 2.Tc5#. Apesar da dupla ameaça inicial, não restaram duais maiores ou menores em quaisquer variantes.

AB59 - A chave 1.De2 com formação de bateria cria nada menos que seis ameaças de mate: Cc6#, Cc4#, Cd3#, Cf3#, Cg4# e Cg6#. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... Rxd5 2.Cc4#; b) 1... Rxf5 2.Cg4#; c) 1... Cxd7 2.Cxd7#; d) 1... Cfg6 (ou Chg6) 2.Cxg6#; e) 1... Cxf7 2.Cxf7#; f) 1... d3 2.Cxd3#; g) 1... f3 2.Cxf3#; h) 1... Re7 2.Cc6#. Rosácea completa do cavalo sem duais em nenhuma das variantes apesar da ameaça múltipla criada pela chave. Uma bela task.


(p)2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil.