Página inicialwww.oproblemista.com.br Você está aqui Retroteca (RT00/09)
(p)1999-2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil
problemasdexadrez@terra.com.br
RT00/09 | RT10/19 | RT20/29 | RT30/39 | RT40/49 | RT50/59 | RT60/69 | RT70/79 | RT80/89

O fato do Brasil não ter tradição no xadrez tem várias consequências: Uma delas é a pequena quantidade de publicações especializadas. Estas, por sua vez, são pouco divulgadas e ficam restritas aos praticantes mais assíduos do esporte. Em função dos altos custos e baixa demanda, elas são obrigadas a limitar o espaço útil deixando de fora muito material interessante.

A Análise Retrógrada, em particular, tem um agravante: Muitas vezes as soluções exigem comentários extensos ocupando um espaço impossível de se reservar nas publicações nacionais. Por essas e outras razões, os compositores brasileiros sempre deixaram a análise retrógrada num segundo plano. Alguns poucos autores publicaram algum material onde a análise retrógrada não passava de uma exigência temática para mates diretos.

Sendo assim, a nossa Retroteca reunirá, em sua grande maioria, obras de autores internacionais. Os diagramas, em função da quantidade, serão adicionados paulatinamente.


 RT00 - J. B. Santiago
Xadrez, 1956
(16x15) 1R2D1B1 - ppT1pppP - 2rbp1p1 - P3d2c - p1c2C2 - 5P1P - 1P1PP1P1 - T1Bt1C1t

Quantos "absurdos" existem no diagrama?


 RT01 - Felix Sonnenfeld
(4x14) 8 - 8 - 2P2p1b - 1p5t - 2r3CT - 1dpp1pct - 5cpp - 4R3

Brancas voltam e dão mate em 1.


 RT02 - Felix Sonnenfeld
(5x5) 4r2t - 5p2 - 1P1P1P2 - 1PpR4 - 2p5 - 8 - 8 - 8

+. Brancas jogam e ganham.


 RT03 - Fritz Loepert
Mate 1982 - Edição do Autor
(5x10) 1b6 - 8 - 7c - 2p2p2 - 1rPp1P2 - 1p1bpRp1 - 4P1P1 - 8

SH#3. Inverso Ajudado em 3.


 RT04 - Fritz Loepert
Mate 1982 - Edição do Autor
(15x10) 8 - 1P1C3P - Pp1P2P1 - ptbCPpRp - Pp1pr1bT - 1D3T1P - 8 - B7

S#2. Inverso em 2.


 RT05 - Fritz Loepert
Mate 1982 - Edição do Autor
(12x9) Crb5 - pPpp4 - c5P1 - 1TP1PpR1 - 1pP5 - 1p5B - 1P5B - 4T3

#2. Direto em 2.


 RT06 - Fritz Loepert
Mate 1982 - Edição do Autor
(14x8) 1b1rC3 - CPp1p1Pp - 2B3pP - 1P1PPpR1 - 4p3 - 4TD2 - 7B - 3T4

#2. Direto em 2.


 RT07 - Fritz Loepert
Mate 1982 - Edição do Autor
(14x9) tcC4T - p1rp2pD - P1PT2p1 - P2PPpR1 - 4p3 - 4P2P - 6PB - 8

#2. Direto em 2.


 RT08 - Virgilio Fenoglio
Ajedrez, 1980.
(15x15) tcbdr1ct - pppp1ppp - 4p3 - 8 - 8 - 3P4 - PPP1PPPP - TC1DRBCT

Posição após o quarto lance das negras. Como foi jogada a partida?

Demolido (Cooked)


 RT09 - S. Loyd - 1869
(2x4) t3r3 - p1p5 - D3R3 - 8 - 8 - 8 - 8 - 8

#2. Direto em 2.


Soluções

RT00 - Um divertimento e ótimo exercício para os iniciantes na Análise Retrógrada. Aqui vão os "absurdos": 1) O peão branco de h7 não poderia estar ali pois, para ele vir de c2 seriam necessárias 5 capturas e as negras possuem apenas uma peça fora do tabuleiro; 2) Os peões negros de a5, e6 e g6 não poderiam ter feito nenhuma captura; 3) O bispo branco de g8 e o bispo negro de d6 não poderiam ter saído de suas casas iniciais (respectivamente f1 e f8); 4) As torres negras não poderiam ter entrado na primeira linha do tabuleiro; 5) Uma das torres brancas (original de h1) não poderia ter saído; 6) O rei branco não teria como chegar à oitava linha do tabuleiro; 7) O xeque ao rei negro é ilegal pois, se o último lance das brancas foi Td7xBc7+, haveriam dois bispos negros em casas negras. Se encontrarem mais algum "absurdo", me avisem...

RT01 - Brancas voltam 1.d5xc5ep e tornam a jogar dando mate com 1.Ce3#. As brancas estão praticamente em retro-zug mas a posição é legal. Para demonstrar, basta voltar os lances 1.d5xc5ep b7-b5 2.d4-d5 Da3-b3 1.Rd1-e1 Ce4-f2 etc...

RT02 - Assim como em alguns filmes de ficção científica, a Análise Retrógrada também permite a criação de alguns paradoxos do tempo: Este problema apresenta um ensaio: 1.Rc6? O-O! 2.d7 c3 3.Rc7 c2 4.d8=D Txd8 5.Rxd8 c1=D 6.b7 Df4 7.Rc8 c4 e as negras vencem. Contudo, se as negras podem rocar, então o último lance delas só pode ter sido c7-c5 (de outra forma ou o rei ou a torre já teria se movido inviabilizando o roque). Sendo assim, a chave 1-bxc6ep é ganhador para as brancas. Quem disser que este lance é ilegal (pois não se pode garantir qual foi o último lance das negras) terá de admitir que as negras não podem rocar. Neste caso, 1.Rc6 é ganhador para as brancas! Chegamos à conclusão de que as brancas vencem em qualquer caso, mas não sabemos como!

RT03 - Na modalidade Inverso Ajudado, as negras começam e recebem ajuda das brancas para dar mate ao rei branco. Uma rápida análise revela que o último lance das brancas só pode ter sido c2-c4. Sendo assim, está garantida a legalidade da solução: 1.dxc3ep Rxe3 2.Ba7 Rxd3 3.c4#

RT04 - As brancas só possuem uma peça fora do tabuleiro que, certamente, foi capturada por um dos peões negros da coluna "b". Sendo assim, o último lance das negras só pode ter sido f7-f5 legitimando a chave 1.exf6ep. A partir daqui temos duas possibilidades: a) 1... d3 2.Te3+ Bxe3#; b) 1... Bxd6 2.Tf4+ Bxf4#

RT05 - Na melhor das hipóteses, os peões negros dobrados da coluna "b" exigiram 3 capturas (até aí tudo bem, pois as brancas possuem 4 peças fora do tabuleiro). Contudo, o último lance das negras não pode ter sido, por exemplo, a5xDb4 ou e6xDf5 pois, em qualquer caso, seriam exigidas mais duas capturas além das 3 já identificadas. Sendo assim, o último lance das negras só pode ter sido f7-f5 legitimando a chave 1.exf6ep. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... d6 (ou d5) 2.bxc8=D#; b) 1... Cxc5 2.Bxc7#

RT06 - Na melhor das hipóteses, os peões negros dobrados da coluna "e" exigiram uma captura (até aí tudo bem, pois as brancas possuem duas peças fora do tabuleiro). Contudo, o último lance das negras não pode ter sido, por exemplo, e6xf5 ou f7xg6 pois, em qualquer caso, seriam exigidas mais duas capturas além daquela já identificada. Sendo assim, o último lance das negras só pode ter sido f7-f5 legitimando a chave 1.exf6ep. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... exf6 2.Dxf6#; b) 1... exf3 2.fxe7#; c) 1... e5 (ou e6) 2.dxe6#. Além dos argumentos de Análise Retrógrada, o problema apresenta um incomum en passant branco e preto.

RT07 - Na melhor das hipóteses, os peões negros dobrados da coluna "g" exigiram uma captura (até aí tudo bem, pois as brancas possuem duas peças fora do tabuleiro). Contudo, o último lance das negras não pode ter sido, por exemplo, e6xCf5 ou f7xCg6 pois, em qualquer caso, seriam exigidas mais duas capturas além daquela já identificada. Sendo assim, o último lance das negras só pode ter sido f7-f5 legitimando a chave 1.exf6ep. Seguem as tentativas de defesa: a) 1... gxf6+ 2.Txf6#; b) 1... dxc6 2.Td8#; c) 1... Cxc6 2.Txc6#

RT08 - Solução do autor: 1.d3 e6 2.Bh6 Ba3 3.Cxa3 Cxh6 4.Cb1 Cg8. Demolido (Cooked): 1.d3 e6 2.Bg5 Ba3 3.Cxa3 Dxg5 4.Cb1 Dd8 (Fernando T. O. Rossetti).

RT09 - S. Loyd foi um matemático muito popular em seu tempo. Dedicou seu tempo a vários setores do conhecimento humano e compôs vários problemas de xadrez em diversas modalidades. Neste problema, fica claro que o último lance das negras foi com a torre ou com o rei inviabilizando, em qualquer caso, o roque. Sendo assim, a chave 1.Da1 ameaçando Dh8# não tem defesa.


(p)2008 por Leo Mano. Rio de Janeiro - RJ, Brasil.